Regional Express -Portal de notícias - Maringá - PR

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Esportes

Indy: Palou acerta estratégia, não dá chance a Herta em relargadas e vence em Laguna Seca

O espanhol da Chip Ganassi acertou na estratégia de combustível, ao evitar uma parada nos boxes no primeiro dos períodos de bandeira amarela

Regional Express
Por Regional Express
Indy: Palou acerta estratégia, não dá chance a Herta em relargadas e vence em Laguna Seca
Álex Palou venceu neste domingo (23) o Grande Prêmio de Laguna Seca Foto: IMS Photo
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Álex Palou venceu neste domingo (23) o Grande Prêmio de Monterey, oitava etapa da temporada 2024 da Indy, disputada no circuito de Laguna Seca. O espanhol da Chip Ganassi acertou na estratégia de combustível, ao evitar uma parada nos boxes no primeiro dos períodos de bandeira amarela, e se defendendo dos ataques dos rivais nas relargadas para sair com a vitória.

A segunda posição ficou com Colton Herta, que usou outra estratégia e não teve ritmo para acompanhar Palou, mesmo em uma corrida repleta de bandeiras amarelas. O piloto da Andretti foi seguido por Alexander Rossi, terceiro com a McLaren, enquanto Romain Grosjean, da Juncos Hollinger, foi o quarto. Kyle Kirkwood, com um carro da Andretti, foi o quinto colocado.

Scott Dixon, da Chip Ganassi, fechou a disputa com o sexto lugar, sendo seguido por Will Power, sétimo com a Penske. Pato O’Ward levou a McLaren ao oitavo lugar, sendo seguido por Santino Ferrucci, nono com a AJ Foyt. O grupo dos dez melhores foi completado por Marcus Ericsson, piloto da Andretti que escapou algumas vezes da pista ao longo das 95 voltas.

Pietro Fittipaldi teve uma corrida de altos e baixos, e completou com a 14ª colocação depois de largar do 24º posto com um carro da RLL. O brasileiro chegou a aparecer na nona posição, mas cometeu um erro ao sair dos boxes e teve que cumprir uma punição, se recuperando na segunda metade da corrida.

A próxima etapa da Indy será disputada daqui dois domingos, no circuito de Mid-Ohio, na cidade americana de Lexington.

Confira como foi a corrida:

A corrida começou com Kyle Kirkwood superando Álex Palou para tomar a primeira colocação, com o espanhol em segundo. Felix Rosenqvist apareceu em terceiro, seguido por Alexander Rossi e Colton Herta. Pietro Fittipaldi subiu três posições, tomando o 21º posto, enquanto Will Power escapou da pista e despencou para a 26ª posição.

Kirkwood não conseguia abrir vantagem sobre Palou, que mantinha a distância abaixo de um segundo. Na sexta volta, Rinus VeeKay rodou, despencando para a última posição, mas retornando ao traçado. A prova chegou a décima volta com o piloto da Andretti mantendo a ponta, sempre com o atual campeão na segunda posição. Rosenqvist, contudo, passou a se aproximar dos líderes.

A corrida seguia sem disputas pelas primeiras posições, enquanto Fittipaldi ocupava a 20ª posição. Power e VeeKay, por outro lado, buscavam reabilitação após os problemas enfrentados nas voltas iniciais, aparecendo em 23º e 24º, respectivamente, na 15ª volta. Com 18 voltas, Marcus Ericsson abriu a janela de paradas nos boxes, ganhando pneus macios.

As paradas seguiram com Graham Rahal, Will Power e Rinus VeeKay, na volta 19. O holandês passou por Rahal na volta seguinte. Pato O’Ward e Pietro Fittipaldi foram aos boxes na volta 21. Scott McLaughlin, que vinha em sétimo e era o único dos líderes com pneus macios, foi para a troca de pneus e reabastecimento no 22º giro, ganhando um novo jogo dos macios.

Kirkwood seguia na pista, sempre pressionado por Palou. Rossi foi para os pits na volta 24, trocando pneus duros por macios. Rosenqvist fez sua parada no giro seguinte, ganhando pneus de faixa vermelha. Kirkwood, Herta e Christian Lundgaard pararam nos boxes na 26ª passagem, e Palou tomou a liderança da corrida, ainda sem realizar sua primeira troca de pneus.

Palou, Scott Dixon e Romain Grosjean fizeram seus pits na volta 27. Desta forma, a prova passou a ter a liderança de Rossi, com Palou em segundo, seguido por Kirkwood, Herta e Dixon. Rosenqvist passeou pela brita despencou para o nono lugar. Ericsson foi outro quem passou pela área de escape, enquanto o espanhol da Ganassi foi superado por Kirkwood e Herta, caindo para o quarto lugar.

Rossi passou a abrir vantagem sobre os adversários, tendo cinco segundos de frente na volta 33. A primeira bandeira amarela da corrida veio no 36º giro da corrida, quando Luca Ghiotto acertou o carro da Dale Coyne contra o muro. O grupo dos cinco melhores da prova a esta altura apontava Rossi, Kirkwood, Herta, Palou e Dixon. Fittipaldi aparecia na 21ª posição.

Rossi, Kirkwood, Herta, Dixon, Rosenqvist foram aos boxes, enquanto Palou, O’Ward e Grosjean optaram por ficar na pista e tomaram as três primeiras posições. Fittipaldi fez a mesma coisa e avançou ao décimo lugar. O neozelandês da Ganassi acertou o muro interno nos boxes, danificando a asa dianteira.

A bandeira verde veio na volta 41, com Grosjean passando por O’Ward para tomar a segunda posição, enquanto Nolan Siegel acertou o muro, causando a segunda intervenção do Safety Car. Com um rápido trabalho para retirada da McLaren do americano, a prova foi retomada na volta 43, com Grosjean atacando Palou, sem sucesso.

Fittipaldi foi pressionado por Sting Ray Robb, mas se manteve na posição, enquanto o adversário saiu da pista. Quem também deixou o traçado foi Agustín Canapino, permitindo que o brasileiro avançasse ao nono lugar. Herta, em décimo, era o melhor entre os que pararam nos boxes durante a primeira neutralização da corrida.

O’Ward foi aos boxes na volta 48, exatamente a metade da prova, recebendo pneus macios. Malukas, Fittipaldi e Kyffin Simpson trocaram pneus e reabasteceram no giro seguinte. O brasileiro, que voltou à pista com pneus macios, travou as rodas na saída dos boxes, passando pela brita. Isso causou uma punição de passagem pelos boxes.

Grosjean e Newgarden pararam nos boxes na volta 55, ambos colocando pneus macios. Palou fez a troca de pneus e reabastecimento na volta seguinte. Herta tomou a liderança da prova, seguido por Rossi e pelo espanhol da Ganassi. Power, por sua vez, passou por Dixon no saca-rolha, tomando o sexto lugar na volta 59.

Palou passou a atacar Rossi pela segunda posição, vendo o piloto da McLaren se defender. Na volta 62, o atual campeão conseguiu a ultrapassagem. Na volta seguinte, o piloto da Ganassi abriu ataque sobre Herta, enquanto Power passou por McLaughlin para entrar no top-5. Palou retomou a liderança da prova no giro 64, superando o americano da Andretti antes do contorno do saca-rolha.

Ericsson teve uma nova saída de pista na volta 66, mesmo momento em que Kirkwood e Dixon foram aos boxes pela última vez na prova. Herta, Rossi, Power e McLaughlin fizeram o mesmo na volta seguinte. Assim, Palou passou a ter uma frente de pouco mais de cinco segundos sobre Grosjean, o segundo colocado, na volta 69.

Depois de ser atrapalhado por um retardatário, Palou foi aos boxes para sua última parada, o que foi seguido por Grosjean e O’Ward. Newgarden tomou a liderança da prova, enquanto Robb parou na brita, mas conseguiu tirar o carro da área de escape, evitando o acionamento da bandeira amarela em todo o circuito.

Na volta 75, Marcus Armstrong rodou após um toque de Christian Lundgaard, parando na pista. Após alguns instantes, quando Newgarden, o líder, foi aos boxes, a direção de prova acionou o Safety Car. Palou tomou a liderança, seguido por Newgarden, Herta, Rossi e Grosjean. Fittipaldi vinha a esta altura na 23ª posição.

A prova recomeçou na volta 79 com Rossi atacando Herta pela terceira posição, sem sucesso. McLaughlin atacou Power e rodou, perdendo posições. Lundgaard passou reto no saca-rolha e quase provocou um forte acidente. Newgarden, pressionado por Herta, saiu da pista sozinho e caiu para o quinto lugar. Palou abriu vantagem sobre Herta, com 3,2 segundos na volta 82.

Com 13 voltas para o final, a bandeira amarela voltou à pista com Jack Harvey tendo problemas de motor. O próprio piloto conseguiu levar o carro aos boxes aproveitando uma ladeira, e recolheu o carro. A prova foi reiniciada com dez giros para o encerramento da corrida com Herta, mais uma vez, tentando o ataque sobre Palou, sem sucesso.

A bandeira amarela foi acionada mais uma vez com nove voltas para o final, após um acidente entre Graham Rahal e Kyffin Simpson. O piloto da Ganassi rodou após um toque de Canapino e foi atingido pelo adversário. O argentino da Juncos Hollinger foi punido com uma passagem pelos boxes logo após a relargada da corrida.

A corrida teve sua relargada com quatro voltas para o final, novamente com Palou abrindo vantagem sobre Herta. Newgarden rodou e despencou na classificação. Palou seguiu para vencer a prova, seguido por Herta e Rossi.

PARCEIROS CLUBE EXPRESS

Maringá

-Veículos:

   Golden Car  Locadora

- Animais:

   Animal Center Maringá

- Alimentos e Bebidas

  Fatima Rico Tortas

- Vida Saudável

   Armazém Vida Saudável

FONTE/CRÉDITOS: Leonardo Marson
Regional Express

Publicado por:

Regional Express

O Portal Regional Express, notícias, informação, prestação de serviços, empregos, classificados, guia comercial, Horóscopo diário, previsão do tempo, eventos, concursos, culinária, Newsletter, APP exclusivo, Clube de vantagens e descontos.

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Envie sua mensagem, respondemos assim que possível ; )